Explore a aromacologia e a aromaterapia com os óleos da Bio Therapy

Os óleos essenciais são estudados há muitos anos devido às suas inúmeras propriedades. Eles são substâncias extraídas de plantas aromáticas e são altamente complexas, podendo chegar a centenas de componentes químicos. Em geral, são usados em perfumes, cosméticos, remédios e como recursos terapêuticos na aromacologia e na aromaterapia.

Estudos comprovam que os óleos essenciais possuem informações químicas que ajudam no equilíbrio e na manutenção da saúde de maneira natural e efetiva. Além disso, eles possuem vários benefícios físicos e emocionais. Cada um deles possui uma gama de propriedades, como o combate a bactérias, alívio de dores, estimulação da regeneração celular, equilíbrio emocional e aumento da concentração mental.

A aromacologia, também conhecida como psicologia dos aromas, e a aromaterapia, são ciências que usam os óleos essenciais para aumentar o bem-estar e a qualidade de vida.

Muitas pessoas acham que aromacologia e aromaterapia são sinônimos. Porém, apesar de serem parecidos, os termos são diferentes. Será sobre esse assunto que vamos falar neste post. Continue a leitura para conhecer um pouco mais de cada uma dessas ciências e os seus benefícios.

O que é a aromacologia?

A aromacologia é um termo criado nos EUA em 1989, pela Fundação para Pesquisa do Olfato, para definir o estudo das relações entre a psicologia e a tecnologia de fragrâncias. Podemos dizer que é o estudo da influência dos cheiros sobre as emoções e os sentimentos. Ela se baseia na ideia de que os aromas têm o poder de modificar o nosso humor e o nosso comportamento.

As fragrâncias utilizadas podem ser naturais, como os óleos essenciais, ou as famosas essências (soluções de óleos essenciais ou outras substâncias vegetais). Além disso, a sua aplicação é principalmente focada nas questões sensoriais.

Na aromacologia são ativadas as áreas do sistema límbico e do hipotálamo, que são responsáveis pelo controle da maior parte das funções vegetativas e endócrinas do corpo humano.

incenso de aromaterapia com flor

O sistema límbico é uma área no nosso cérebro responsável pelas emoções, memórias e instintos primários de sobrevivência. Os cheiros influenciam justamente essa área, estimulando reações positivas e negativas. Cada pessoa reage aos cheiros de uma maneira diferente, com base nos gostos pessoais, experiências, hábitos e até mesmo o tipo de alimentação.

Porém, existem reações específicas a cada cheiro que foram memorizadas na nossa carga genética devido a evolução da espécie. Essa herança genética que todos nós recebemos está diretamente conectada com o sistema límbico. É por isso que cheiro de ervas e florestas nos acalmam e cheiros picantes nos estimulam.

Na prática, os aromas viajam pelo ar e entram no nosso corpo pelos orifícios nasais. Dentro do nariz existem milhões de células receptoras olfativas que transformam o sinal químico do aroma em um pulso elétrico. Essa informação é transportada para o cérebro, onde será processada pelo sistema límbico.

A estimulação do sistema límbico pelo cheiro é capaz de mudar o nosso humor e a nossa disposição, como também de nos deixar mais alegres, relaxados e concentrados, por exemplo.

O que é a aromaterapia?

O termo aromaterapia surgiu na França, por volta da década de 1930, com o propósito de usar as propriedades terapêuticas dos óleos essenciais. Alguns anos depois, na Inglaterra, ela passou a ter mais enfoque no bem-estar do que médico.

A aromaterapia utiliza os óleos essenciais por meio de massagens (sempre diluídos em um óleo vegetal ou creme hidratante), águas de banho, aromatizadores, compressas ou pela inalação.

Vidros de óleos essenciais com difusores e flores.

Quando o método utilizado é o da inalação, as propriedades do óleo essencial chegam ao nosso cérebro, que processa a informação e envia sinais para todo o nosso corpo. Por exemplo, para combater um processo infeccioso, podemos utilizar o óleo de limãomelaleuca por meio da inalação. Ele vai estimular as células de defesa do corpo (especialmente os glóbulos brancos) a irem até o local da infecção para combatê-la. E quando aplicamos o óleo na pele em uma massagem, ele é absorvido pela derme e atua no local onde foi colocado.

Vale ressaltar que, nesses casos, é ideal que um profissional especializado em aromaterapia indique o óleo mais adequado para a sua necessidade e como ele deve ser utilizado.

Quais são as diferenças entre elas?

Podemos identificar algumas diferenças entre as duas ciências. A aromacologia tem o foco nos benefícios que os aromas podem proporcionar para as pessoas, enquanto que a aromaterapia prioriza o uso de óleos essenciais para a prevenção e tratamento de doenças, sendo considerado um complemento terapêutico.

A  Bio Therapy da Racco possui uma linha completa de produtos veganos feita com ingredientes naturais. Ela possui uma variedade de óleos essenciais puros, como laranja silvestremelaleucamentalimãolavanda. E ainda, o mix de óleos essenciais Inspire, que promove a sensação de refrescância, relaxamento e alívio nas vias aéreas e, Alive, que promove a sensação de relaxamento e conforto. Conheça a linha completa!

Linha completa Bio Therapy em uma caixa ao lado de um gengibre e  fatias de laranja

Botão Conheça a linha Bio Therapy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>