Esfoliação facial: o primeiro passo para uma pele de pêssego

 

Viçosa, sedosa e radiante. A pele de “pêssego” – caracterizada pela ausência de acne, ressecamentos ou rugas – é a queridinha do momento: desejada por muitas, porém obtida por poucas. O que muitas mulheres não sabem é que, para conquistá-la, não é preciso gastar rios de dinheiro em tratamentos estéticos. Basta recorrer à esfoliação facial que os resultados aparecem.

A esfoliação é uma das responsáveis pelo rejuvenescimento, ajuda a eliminar as impurezas e células mortas do rosto e auxilia na tonificação da pele.

 

Quais tipos de pele podem ser esfoliados?

Oleosas, secas ou mistas, maduras, com acne ou sensíveis. O tratamento é benéfico para qualquer tipo de pele. A atenção deve ser na periodicidade da esfoliação.

Em geral, os dermatologistas indicam realizar o tratamento entre uma e duas vezes por semana. A dica está em observar como sua pele reage ao creme esfoliante. Para averiguar se está, ou não, exagerando, basta notar se sua pele fica mais avermelhada e sensível. Nesse caso, reduza as aplicações. Caso ainda possua um aspecto sem viço e áspero, repita mais vezes o tratamento.

 

Como fazer a esfoliação corretamente:

  1. Higienização. Antes de esfoliar o rosto, é imprescindível preparar a pele, limpando-a com um sabonete específico ou retirando a maquiagem com um demaquilante. Indicamos o Demaquilante Bifásico Facial Luzes, que remove as impurezas e todos os tipos de maquiagem, inclusive à prova d’água e de longa duração.
  2. Aplicação. Comece a aplicação pela testa até a ponta do nariz. Essa área – popularmente nomeada como zona T – concentra o maior teor de oleosidade do rosto e, por essa razão, a importância de iniciar o tratamento por ela. Enquanto a esfoliação é feita no restante da face, as propriedades do creme vão agindo na zona T.
  3. Movimentação. Suaves, os movimentos devem ser sempre em círculos, de dentro para fora – e de baixo para cima. A partir da aplicação circular, o produto penetra facilmente na derme.
  4. Como o buço, os olhos e as olheiras são as regiões mais sensíveis do rosto – quando comparadas ao queixo, testa e nariz – recomenda-se apenas aplicar o creme para ativar a circulação sanguínea dessas áreas.
  5. Finalização. Durante alguns minutos, deixe o produto agir e, em seguida, enxague-o com água fria ou morna. Seque o rosto com uma toalha.

 

Após a esfoliação facial, o que fazer?

Com a pele limpa e tonificada, o último passo é hidratá-la. Atenção: não depile o rosto após esse procedimento estético.

 

Quais os resultados?

Ao eliminar as impurezas e células mortas da pele, a esfoliação também desobstrui os poros do rosto, intensificando a respiração cutânea e a absorção de cremes e cosméticos que serão aplicados posteriormente.

 

Custo x benefício

O Creme Esfoliante Facial com Bambu, da linha Ciclo Peeling, promove uma esfoliação profunda, desobstruindo os poros da face e revigorando o brilho natural. Com textura cremosa e microesferas de bambu, desliza pela pele sem agredi-la.

Por ser ideal para todos os tipos de pele, evita erros na aplicação. Tem todos os elementos que garantem resultado, o melhor custo x benefício e a indiscutível qualidade Racco.

Saiba mais sobre ele no nosso site: https://www.racco.com.br/Produto/41/Creme-Esfoliante-Facial-com-Bambu-Ciclos-Peeling

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>