INVERNO | Pele oleosa exige cuidado redobrado

shutterstock_39284488

 

Má notícia para quem sofre com o incômodo e a aparência de uma pele com acne: a chegada do frio tende a piorar a situação. A afirmação é da dermatologista do hospital VITA, de Curitiba (PR), Fabiane Brenner. Segundo a médica, como a pele oleosa pode ressecar nesta época do ano, é preciso ter atenção, já que a baixa produção de suor causa a concentração de sebo nos poros, facilitando o entupimento e agravando o problema.

O uso de água quente também contribui para a piora da pele acneica, removendo a proteção natural da pele e ressecando-a ainda mais. “Numa tentativa de proteger-se, num efeito rebote, a pele pode produzir sebo em excesso – que pode ser insuficiente para recompor as irritações do ressecamento, mas suficiente para agravar a acne”, explica a dermatologista.

Segundo ela, a limpeza correta e a hidratação diária são os métodos mais simples e eficientes para evitar a piora da doença e a obstrução dos poros, nos dias mais frios do ano. Mas a médica alerta: “os hidratantes devem ser escolhidos com cuidado”. Quem convive com a pele oleosa deve prestar muita atenção na fórmula dos cremes, sabonetes, protetores solares e maquiagem e só utilizar os que possuem composição não oleosa.

Fabiane lembra também da importância do uso de filtro solar, mesmo no inverno: “sem proteção, os raios solares podem provocar manchas na pele e tornar as cicatrizes das lesões ainda mais aparentes e duradouras”, alerta.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a acne é mais frequente nas mulheres, dos 14 aos 17 anos, e nos homens, entre os 16 e 19 anos. “Depois dos 20 anos, o aparecimento da acne significa que algo está errado no organismo e o acompanhamento médico é fundamental”, avalia a dermatologista.

Nós temos uma linha especial para o tratamento das peles oleosas, que é a linha Lipogel. Os produtos, se usados em conjunto, tratam a oleosidade excessiva da pele, deixando-a mais saudável e jovem.

 

lipogel_pack

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>